11 dicas para saber se você é correspondido

Tempo de leitura: 7 minutos

Não importa se você é homem ou mulher. Funciona da mesma forma para ambos os gêneros. Então, como esse dilema é recorrente, resolvi escrever 11 dicas para saber se você é correspondido (a).

Sabe quando você acaba se envolvendo com uma pessoa e desperta o desejo de ficar com ela, passando do nível da amizade para algo além? E então, você não sabe o que fazer por temer a rejeição?

Claro, que o melhor seria arriscar e ignorar esse medo estagnador, sendo direto, conversando, dando a oportunidade do conhecimento de um e outro.

Mas, sei que você está com pressa para descobrir e entendo a sua ansiedade em conhecer as 11 dicas para saber se você é correspondido. Então, vamos começar!

11 dicas para saber se você é correspondido

Preparado para conhecer as 11 dicas para saber se você é correspondido? Vamos lá!

Quando uma pessoa está interessada, ela dá sinais. Não importa se é homem ou mulher. Sabemos que homens e mulheres se comportam de maneiras distintas, mas quando se trata de sentimentos mais profundos, de química e atração, ambos possuem comportamentos semelhantes.

Em outro texto, podemos abordar as diferenças de homens e mulheres quando estão envolvidos. Mas, vamos tratar agora daquilo que é peculiar ao comportamento mútuo.

Assim, quando o outro está afim de você, ele terá os seguintes comportamentos:

1- Proximidade de contato.

Ele (a) procura estar próximo de você, seja pessoalmente ou por mensagem / telefone / redes sociais. A tendência é que quando alguém gosta de outra pessoa queira ficar junto grande parte do tempo. Além disso, dentro desse item, também podemos falar da proximidade física, aquela que só deixamos entrar quem é da nossa confiança. Nesse caso, quando há interesse, esse limite é ultrapassado. Com isso, a pessoa passa a te tocar mais (braço, abraço, mãos, por exemplo) como que para diminuir a distância (em nível inconsciente).

2- Olhar.

Partindo do mesmo princípio da proximidade, quando há interesse, a pessoa irá te seguir com o olhar, quando estiver na sua presença. O olhar pode acontecer denunciando uma admiração, pode ser aquele olhar que não sossega até que chame a atenção também do seu olhar. Se for um olhar de uma pessoa tímida, ela vai desviar quando for flagrada, ou olhar para baixo. Vale lembrar que não é qualquer olhar que denuncia um possível interesse. Mas, preste atenção: os olhares demorados são os que deixam mais indícios de interesse.

3- Brincadeiras.

Entenda a brincadeira como uma atitude para chamar a sua atenção, que pode beirar a implicância. Mas, veja que essas brincadeiras têm o foco em você (isso ocorre geralmente com homens, mas pode acontecer também com mulheres). Os mais maduros gostam de fazer piadas inteligentes, usando de excelente bom humor, de preferência, somente com você. O objetivo aqui é ter a sua atenção.

4- Mexer nos cabelos.

Homens e mulheres quando estão interessados mexem nos cabelos, seja arrumando ou, no caso da mulher, para deixar o pescoço à mostra. Isso ocorre, geralmente, quando estão em contato com a pessoa de interesse. O motivo dessa atitude é querer parecer bonito (a) para o alvo de interesse (em nível inconsciente).

5- Produção visual. 

Já em nível consciente, homens e mulheres costumam se produzir bem mais quando vão se encontrar com pessoas de seu interesse. Então, repare se a pessoa sempre está mais produzida e cheirosa somente quando sai com você. Se for uma pessoa vaidosa, que sempre anda bem produzida, você terá que avaliar outros critérios.

6- Sorrisos.

Quando a pessoa está interessada e está interagindo com você, parece que nada a impede de sorrir. Você perceberá que ela sorri o tempo todo para você, para cada coisa que você diz, mesmo que não seja tão engraçada, mantendo o olhar conectado em você.

7- Nervosismo.

Tente perceber o quanto a pessoa fica nervosa especificamente quando está com você. Isso geralmente acontece quando acabam de se encontrar. A tendência é que quando há interesse os batimentos cardíacos da pessoa se alterem, justamente pela ansiedade para que algo além venha a acontecer. Assim, a pessoa pode se enrolar com as palavras, ficar desajeitada, fazendo com que você perceba seu nervosismo.

8- Posicionamento dos pés. 

Pode parecer estranho, mas grandes autores da linguagem corporal denunciam o comportamento de interesse de pessoas apaixonadas a partir dos pés e o corpo. Quando há interesse, em uma roda de pessoas, inconscientemente, aquele interessado vai ter seu corpo todo voltado para você e, mesmo que o corpo todo não esteja, observe os pés. São eles que direcionam o interesse real.

9- Pupilas dilatadas.

Por mais difícil que seja prestar a atenção nas pupilas da pessoa, quando há interesse, elas se dilatam, denunciando o prazer que é estar ao seu lado. Invista nesse detalhe, principalmente se não estiverem em um ambiente escuro.

10- Gentilezas.

Homens e mulheres são gentis com aqueles que despertam seu interesse. Há diferenças no comportamento de ambos, mas a gentileza é uma regra de ouro do interesse. Homens e mulheres demonstram que se importam um com o outro e, dentro do que se refere ao perfil de cada gênero, farão gentilezas como abrir a porta do carro, pagar uma conta, dar um presente (ou um pequeno mimo), demonstrar preocupação – perguntando se está bem após aquele momento ruim ou resfriado –  e por aí vai. Além disso, preste atenção nessas situações mais que importantes: se a pessoa escuta suas histórias com atenção (sem mexer no celular, por exemplo), lembrando de cada detalhe mesmo muito tempo depois.

11- Interesse pelo que você faz e gosta.

Pode acontecer da pessoa interessada em você também começar a demonstrar interesse pelas coisas que você faz e gosta, como um processo empático natural, consciente ou inconsciente, o que faz com que ele (a) passe a ir ao teatro mesmo que não goste ou escutar as músicas que você escuta, mesmo sem gostar, na certeza (ou não) de que falará isso para você. Para que isso ocorra, haverá um interesse genuíno em saber sobre você, fazendo muitas perguntas.

Acima de tudo, valorize-se

Isso mesmo. Para que você seja um alvo potencial, precisa se valorizar. Mas, não tenha nunca o foco no outro. Se está interessada (o) em alguém, busque contato, queira conquistar, mas jamais se anule, ou deixe de fazer as coisas de que gosta.

Entenda que essas 11 dicas para saber se você é correspondido (a) são apenas para te ajudar a ter mais coragem na hora de se declarar ou para saber se deve ou não continuar investindo na pessoa, caso tenha dificuldades de ser assertivo (a).

Atenção para os tímidos e inseguros

Mesmo assim, prefira a assertividade sempre, porque as pessoas são tão diversas e complexas que essas 11 dicas para saber se você é correspondido podem não ser tão pontuais caso haja peculiaridades como a timidez da outra parte, ou grande insegurança. São características que atrapalham o desenrolar de uma relação, principalmente para começar.

Pessoas inseguras não conseguem demonstrar nem a metade desses sinais, tanto quanto os tímidos. Ou de tão inseguros, podem desistir no meio de todo esse processo. Nesse caso, essas 11 dicas para saber se você é correspondido por não funcionar.

Se você sente dificuldades de identificar os tímidos e/ou inseguros, ou se é tão tímido e/ou inseguro quanto, minha sugestão é buscar por um acompanhamento psicoterápico a fim de ter a possibilidade de desenvolver suas habilidades sociais e ser mais assertivo em suas relações. Digo isso porque tenho certeza de que se você é assim em um processo de conquista, também possui comportamentos semelhantes em outras relações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *