Conceito de Entrevista


Hoje, na faculdade, o professor e mestre Eriberto Carvalho, nos pediu para que déssemos o conceito de ‘entrevista’. Fiquei pensando sobre isso e me fiz a seguinte indagação: “como pode uma coisa ser praticada de forma tão simples e técnica, ser, ao mesmo tempo, tão difícil de se definir?” embora eu tivesse definido essa técnica com toda facilidade do mundo em minha mente.

Para mim, entrevista é uma conversa informal e técnica que temos com pessoas de todos os gêneros, desde especialistas até pessoas mais simples, com o objetivo de desenhar uma ideia sobre determinado assunto, mostrando os mais variados pontos de vista possíveis, levando em consideração que o Jornalismo deve ser imparcial, mesmo que isso não ocorra na prática.

Essa é a ideia de entrevista!

O bom jornalista é aquele que consegue, com as técnicas, tirar todas as informações desejadas da “boca” de seu entrevistado.

Acredito que não seja tão difícil de se definir, apesar de ser muito delicado na prática. Por isso, essa técnica se ensina para quem estuda Jornalismo. Jamais um especialista de uma determinada área, que não o Jornalismo, saberia ter jogo de cintura para uma entrevista tendo que lidar com a imparcialidade. E mais: perguntar o que é óbvio para ele, mas o que é novidade para o leitor que é leigo no assunto. O jornalista é um especialista em generalidades, como diz minha professora e orientadora Bianca de Freitas.

Cabe aos colegas jornalistas e a todos essa reflexão…

O que é entrevista para vocês que não são da área?

Entrevista é muito mais que uma simples conversa informal, é uma conversa repleta de mensagens subliminares, mensagens essas que devem ser interpretadas com todo cuidado, porque o olhar, o corpo, uma simples hesitação em algum momento específico da fala já quer dizer muita coisa…

…e o jornalista, especialista em generalidades, é, com certeza, o melhor intérprete dessa bela sincronia que é a Comunicação.  

 

Contatos:

(12) 9749-3912 / (12) 9104-6202 / (12) 8822-6263

 

Anúncios

9 comentários sobre “Conceito de Entrevista

    1. Se ela deixa de escrever muitos pontos importantes, então não é muito bom. Mas tirando a sua opinião sobre o texto, eu acho que esta muito bom, de acordo com a opinião da autora. Diz sinceramente alguns pontos importantes que eu estava precisando, claro que ainda da para aprofundar mais, mas tirando isso esta bom.

      Curtir

  1. GOSTEI DA SUA PARTICIPAÇÃO E ADOREI SUA DEFINIÇÃO….
    É ISSO MESMO… TAMBEM CONCORDO EM ACEITAR QUE A ENTREVISTA É UMA CONVERSA CAPAZ DE TIRAR DO PRÓXIMO RESULTADOS QUE QUEREMOS CHEGAR. OU SEJA, É UMA CONERSA CHEIAS DE PERGUNTAS ONDE O ENTREVISTADOR DEVE YOMAR TODOS OS CUIDADOS E ESTAR ATENTO A TODO INSTANTE NAS RESPOSTAS E PERGUNTAS FEITAS. OBSERVANDO OS GESTOS E TRAÇOS DA PERSONALIDADE DO ENTREVISTADO PARA CHEGAR COM MAIOR PRECISÃO O OBJETIVO DESEJADO.
    ABRAÇOS
    SUCESSO…

    Curtir

  2. Olá, Michelly:
    Entrevistar é dialogar. Um diálogo que deve ser medido, pesado e orientado, se não vira bate-papo, fofoca, especulação.Concordo com você em todas as suas colocações e penso que a nossa principal ferramenta de trabalho devia ser mais trabalhada afim de que, munidos de noções de como estabelecer a empatia, alcancemos êxito em nossos propósitos. Um abraço.
    Meire Moreira

    Curtir

    1. É isso aí, Meire! Na verdade, a entrevista deve parecer uma conversa informal para quem é o entrevistado, porque assim ele se sentirá mais à vontade para se soltar e se abrir.

      ;D

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s