Chico Xavier


Paz…muita paz, alegria, fraternidade…foi exatamente em clima de fraternidade que presenciei e pude prestigiar a estreia do filme “Chico Xavier” no cinema, em minha pequena cidade de interior, Guaratinguetá-SP, no dia 2 de abril de 2010.

Não estou aqui para fazer apologia a qualquer religião, mesmo porque, como jornalista, poderia muito bem escrever sobre Mahatma Gandhi, Dalai Lama, entre outros. Mas, estou aqui para falar sobre Chico Xavier, não só pela repercussão de sua história de vida, mas pelo seu exemplo de humildade, carisma, simplicidade e compaixão, além de 2010 ser um ano comemorativo dos seus 100 anos de vida.

Percebi, ao entrar na sala de cinema, a quantidade de pessoas que lá estavam. Foi uma estreia exemplar a ponto de lotar o recinto, sendo dividida em duas sessões; ambas compostas por pessoas em clima de paz, fraternidade e simplicidade que, creio eu, sejam todas espíritas e/ou simpatizantes dessa doutrina.

Em 2000, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), registrou, no Brasil, 2.541.743 espíritas, sendo a quantidade maior registrada em São Paulo, seguida por Rio de Janeiro. Como já faz dez anos desta pesquisa, a mesma será realizada em agosto do corrente ano de 2010. A abordagem dos pesquisadores será a rotineira sobre a quantidade de pessoas que habitam cada residência, se possuem doenças e etc, mas, entre as questões levantadas, estará “Qual sua religião?”. Muitos espíritas questionam a veracidade da quantidade obtida em 2000, e insistem em afirmar que, na época, já ultrapassava os seis milhões de adeptos.

Independente da quantidade, é fato que o assunto relacionado a reencarnação, espíritos e vida após a morte, atrai muita gente, e Chico Xavier, por toda sua vida de trabalho incondicional de psicografias e ajuda fraternal aos que sofriam, é hoje considerado como o “homem que projetou o espiritismo no Brasil”.

Francisco de Paula Cândido Xavier, mais conhecido por “Chico Xavier”, teve contato com o mundo espiritual desde muito novo. Era órfão de mãe e vivia com seu pai e madrasta, mesmo assim, insistia em dizer que mantinha contatos com sua mãe no mundo espiritual. Com ela, conversava, obtinha dicas e conselhos importantes para sua vida. Após o distanciamento necessário de sua mãe, passou, depois de algum tempo, a contar com a companhia de seu guia espiritual, Emmanuel, quem sempre o conduzia e mostrava caminhos de luz. Além de Emmanuel, Chico também escutava outras vozes. Por isso, seu guia o informou de sua missão: psicografar 30 livros.

Chico estreou com o livro “Parnaso de Além-Túmulo”, que era composto por textos de autores famosos que já haviam desencarnado, como Augusto dos Anjos, Olavo Bilac, Castro Alves, entre outros. Este livro ganhou destaque, primeiro pelos questionamentos que surgiram entre estudiosos, jornalistas e especialistas literários, que elogiavam a perfeição dos textos, que jamais poderiam ser escritos ou inventados por Chico, que tinha apenas o 2º grau incompleto, estudou apenas até a 4ª série do nível fundamental.

Depois, houve processos em cima dele devido a direitos autorais. Aliás, ele sempre afirmou que nunca escreveu nada, funcionava apenas como uma espécie de “carteiro do mundo espiritual” e nunca recebeu dinheiro algum por livro escrito, doando todo o dinheiro a instituições e centros espíritas.

No final, ele atingiu o objetivo proposto por seu guia espiritual e ultrapassou os 30 livros, escrevendo 412 livros psicografados. Desde a infância, Chico era questionado, sofreu muito com a igreja Católica na época, mas venceu esses obstáculos com a única certeza que tinha: a eternidade.

Assista abaixo ao teaser e trailer do filme:

Bastidores:

Contatos:
(12) 9749-3912 / (12) 9104-6202 / (12) 8822-6263 / (12) 8195-2908

Anúncios

5 comentários sobre “Chico Xavier

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s