Razão


Certa vez, exatamente em Julho de 2003, um amigo me pediu para que deixasse uma mensagem em seu caderno.

Sempre tive dentro de mim a ideia de ajudar, seja da maneira que for e, especialmente com as palavras. Parece que, desde muito cedo, tinha descoberto meu dom ou talvez, minha missão aqui na Terra.

Então, peguei o lápis (não era nem caneta) e escrevi um poema (na época, adorava escrever poesias). Simplesmente saiu…não sei explicar de onde veio a inspiração e, muito menos para quem era aquela mensagem, mas saiu. E foi exatamente isso:

Razão

Estou em busca da perfeição.
Estou cumprindo a minha missão,
missão essa que eu, para mim escolhi.

As pessoas passam pela minha vida
e a julga tão sofrida.
Eu respondo que foi essa a minha escolhida.

O caminho perfeito do saber
é saber a forma de amadurecer: o sofrer.
Sei que nada é por acaso.

Tudo tem uma razão de acontecer.
Creio eu que não foi à toa
que conheci você.
Você é a minha razão.

Foi o que saiu. Me lembro que era de noite e eu estava no intervalo de uma aula do curso técnico em informática que fazia na época e esse meu amigo apareceu no colégio. Simplesmente, a inspiração surgiu. Não sei porque sinto que essa letra não foi para ele em especial. A mensagem simplesmente aconteceu. Me lembro, inclusive, que não fiquei com uma cópia para mim. Ele simplesmente levou para ele e guardou.

Até que um belo dia, ele reapareceu depois de algum tempo e pediu a minha autorização para transformar essa letra em melodia a fim de participar de um festival que sempre acontecia no colégio onde eu estudava na época. Em princípio, eu hesitei porque naquele ano não participaria do festival (eu sempre participava cantando as minhas letras – em meu primeiro festival, ganhei o primeiro lugar. Mas, essa fase passou para mim. Descobri que meu negócio não é cantar, mas dançar e escrever..risos). Enfim, a questão é que eu tinha até me esquecido do texto que havia escrito. Foi então que pedi a ele que me emprestasse para ler novamente. Parei para analisar, pensei e cheguei à conclusão de que a resposta para a minha indagação da época sobre para quem seria aquela letra, já estava em minhas mãos.

A letra se transformaria em música e muitas pessoas escutariam e se tocariam com ela. Foi então que autorizei a reprodução, desde que colocassem os créditos para mim.

No final das contas, eles participaram do festival com minha música, no entanto, não puderam receber o prêmio porque eu não estava presente no dia. Não me lembro o motivo, mas sei que eu não podia ir. Mas, eles gravaram a música em estúdio e ela passou a tocar em quase todos os dias nos intervalos das aulas na escola.

Fiquei com uma cópia e presenteei quem eu achei que pudesse utilizar minha música para algum fim útil, com o objetivo de refletir sobre o seu conteúdo.

Tudo o que sei é que estou com uma bela de uma recordação em mãos, a qual me traz grandes lembranças. Hoje, sem querer (e como nada é por acaso), coloquei esse CD e escutei a música. Tive a ideia de passar adiante, publicando esse texto em meu blog. Hoje, posso dizer, com convicção, quantas vezes eu quiser e puder que NADA É POR ACASO.

Escute a música abaixo:

Contatos:
(12) 9749-3912 / (12) 9104-6202 / (12) 8822-6263 / (12) 8195-2908

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s