A Inevitável extinção Humana


Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), o mundo enfrenta as piores perdas, desde o desaparecimento dos dinossauros, há 65 milhões de anos. O ritmo cada vez mais intenso de extinções pode prejudicar as reservas de alimentos e água para a população humana crescentes, prevista para chegar a 9 bilhões de pessoas em 2050… (Fonte: Reuters/Brasil on Line, 22/09/2010).

O Homem, se não tomar consciência de como seus atos nocivos prejudicam o meio ambiente, o planeta corresponderá a essas atitudes também de forma nociva: com catástrofes ambientais, respeitando a lei de causa e efeito.

Conforme os anos passam, a população mundial cresce em uma proporção incontrolável e, com isso, o desrespeito pelas diversas formas de vida existentes no planeta também é significativo. O que o ser humano não sabe é que, conforme o desrespeito à natureza cresce, maiores são os números de extinção de espécies e animais, sendo que muitos destes são necessários para a existência humana, como as abelhas, que produzem mel e colaboram com a preservação de algumas plantas, que nos servem de alimentos. Isso acontece porque o Homem trata a natureza como algo insignificante. Ele “coisifica” algo que deve ser “divinificado”.

Com a extinção de algumas espécies de abelhas, por exemplo, alguns alimentos do Homem ficam escassos e, com isso, a nutrição fica comprometida. É um ciclo vicioso, que colabora até com a extinção da humanidade, que depende desses alimentos para sobreviver.

Com isso, podemos dizer que, se o homem não se conscientizar da própria necessidade que possui da natureza e não preservá-la, não poderá resistir às reações adversas que essa atitude permanente de destruição pode provocar em si próprio.

O que quero dizer é que a poluição gera catástrofes ambientais, bem como a destruição da mata atlântica, porque a floresta não resiste muito à poluição ambiental e o desmatamento provocado pelo ser humano. A fauna também é extinta, porque depende dos alimentos que o Homem retira da natureza com os agrotóxicos que aplica em sua horta para matar as pragas ou até, generalizando, com a própria poluição que destrói a mata e, nela, é onde os animais encontram seus alimentos que se perdem com a destruição que nós provocamos. Os animais, como nós, e principalmente,  também se alimentam da natureza.

Não precisamos ir muito longe para entender que prejudicamos a natureza e logo seremos nós os prejudicamos pelas nossas próprias atitudes. A água é algo precioso que está, a cada dia, se tornando escassa. E por quê? Porque o desperdício é amigo íntimo do Homem, que não sabe que pode passar sete dias sem comer, mas não sobrevive se ficar mais de sete dias sem água.

Com o desperdício, a água vai acabar logo. Em 2050, quase não haverá população de Homens, a água será um bem precioso e essa situação nos remeterá à época dos dinossauros e a quando éramos “felizes e não sabíamos”. Por isso, mudança de atitude já, é a melhor solução para evitarmos esse drástico acontecimento no futuro.

Contatos:
(12) 9749-3912 / (12) 9104-6202 / (12) 8822-6263 / (12) 8195-2908

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s