Bom humor é tudo


Neste domingo (21/11), entrevistei o bispo e secretário-geral da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), Dom Dimas Lara Barbosa.

Ele esteve na Basílica de Aparecida para celebrar a missa de abertura da Campanha de Evangelização 2010, que tem o objetivo de arrecadar fundos para a sustentação do trabalho de evangelização da Igreja no Brasil. O lema deste ano é “Em Cristo somos novas criaturas”.

A iniciativa se estende até o dia 12 de dezembro, quando será feita uma coleta em todas as igrejas do Brasil.

Sabendo que Dom Dimas ficou na lista das 100 pessoas mais influentes no ano passado, além de eu ter conversado com ele sobre a campanha, resolvi perguntar como ele vê esse reconhecimento. Muito inteligente com as palavras, ele respondeu que ele deve tudo ao seu trabalho de evangelização e de perseverança na luta pelo direito à vida.

Estou postando isso a título de curiosidade e nem era para eu ter falado sobre os detalhes da entrevista. O que mais me chamou a atenção neste homem, aparentemente sério, foi seu bom humor. Do início ao fim da entrevista, não houve um único momento em que ele tivesse perdido a oportunidade de fazer uma piada.

Qualquer pessoa se sentiria descontraída ao seu lado.

Acredito que todas as pessoas deveriam ter, pelo menos, um pouquinho de bom humor dentro delas porque o dia a dia é repleto de pressões, que qualquer sorriso é capaz de relaxar. Além do mais, já escrevi aqui sobre o poder do sorriso. Ele libera o hormônio responsável pelo prazer: a endorfina.

Por isso, as pessoas que sabem como sorrir em momentos de tensão ou que exige seriedade – nem que seja apenas um sorriso de simpatia – saberá que o ambiente já estará favorável para qualquer situação.

Um ambiente de trabalho não funciona bem quando todas as pessoas ficam 100% do tempo compenetradas em seus afazeres. Um momento de distração é sempre bom para aliviar a pressão cotidiana.

Se está visitando um amigo doente no hospital – por pior que seja a doença – provocar um sorriso nele pode aliviar sua dor.

O bom humor tem o poder de conquistar porque provoca risos. O bom humor promove parcerias eternas porque envolve e cria afinidades. O bom humor desperta a atração porque ninguém gosta de ficar perto de um carrancudo. O bom humor cativa, aproxima e apaixona. Dizem até que o bom humor é afrodisíaco. Será? Eu não duvido.

O bom humor mostra que a pessoa sabe equilibrar momentos de tensão. É preciso ter bom humor na vida, porque não se pode levar a vida tão a sério assim.

O bom humor faz a pessoa se sentir a vontade, uma tática boa para chamar a atenção de uma plateia, por exemplo, para você.

Talvez tenha sido essa a tática que Dom Dimas tenha usado em alguns momentos, mas garanto que o bom humor é inato nele. O bom humor cura porque um sorriso é gratificante.

Voltando a falar sobre a Campanha de Evangelização 2010, além da coleta nacional, pela primeira vez, a Campanha para a Evangelização vai receber doações por telefone. A CNBB contratou um serviço 0500, que receberá doações até o dia 12 de dezembro.

Os doadores poderão ofertar R$ 5, R$ 10 ou R$ 15, discando, respectivamente, os números 0500-2512-005; 0500-2512-010 ou 0500-2512-015.

Outra opção será por meio do boleto bancário emitido via internet.

No site da CNBB foi criado um link http://www.cnbb.org.br/evangelizar para a realização deste serviço.

O dinheiro coletado pela campanha é distribuído da seguinte maneira: 45% fica na própria diocese, 20% vai para o Regional da CNBB e 35% é destinado à CNBB.

Contatos:
(12) 9749-3912 / (12) 9104-6202 / (12) 8822-6263 / (12) 8195-2908

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s