Jamais se lamente…VIVA!


Seja você quem for, com o conhecimento que tiver, o sentimento que nutrir, as conquistas que conseguir, jamais ignore os fatos de sua vida. Jamais lamente as situações contraditórias, as adversidades ou culpe Deus pelos obstáculos que brotam em seu caminho.

Ao invés de se revoltar, questione: “o que isso quer me mostrar?”, “o que devo aprender com essa situação?”…

Às vezes, pode acontecer de conhecermos uma pessoa e nos apaixonarmos por ela, apenas para esquecermos de outra que não está mais nos “trazendo benefícios” ou só nos machucando. E isso acontece sem percebermos. E a pessoa se vai e perguntamos “Por que?”, quando na verdade deveríamos refletir sobre sua partida.

Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Cada pessoa tem uma missão para conosco, da mesma forma que nós também temos.

Um sofrimento pode ser apenas mais um sofrimento se olharmos para a dor, mas ele pode se tornar algo grandioso e bom se buscarmos uma perspectiva melhor de que foi uma experiência para fazermos diferente da próxima vez, ou caminharmos com mais calma, ou simplesmente não nos preocuparmos mais com isso.

Cada pessoa tem uma missão na terra, da mesma forma que tem uma missão com as pessoas que cruzam seus caminhos.

Cada acontecimento quer nos ensinar algo novo e nem sempre percebemos a novidade até que estejamos prontos para isso. Nada é por acaso, mesmo que julguemos injustas algumas situações.

Devemos estar abertos para o novo todos os dias, para percebermos os milagres diários que acontecem em nossa vida. Devemos enxergar na monotonia aparente, um motivo de alegria. No olhar de cada pessoa, um anjo reluzente a nos contagiar com seu brilho.

Devemos ser a porta de entrada da alegria e do amor.  O elo da fantasia e da realidade. Devemos nos desprender do que quer nos manter presos, aceitar os acontecimentos positivos e negativos acreditando que o melhor sempre está por vir. Devemos ser humanos e saber que cometemos erros e que, esses erros, nutrem nossa vida com altas doses de emoções, que não devem ser ignoradas porque colaboram com nosso crescimento. Errar faz parte de nossa construção constante. É errando que estamos mostrando pra vida, o quanto temos dado chance a ela de se revelar pra nós.

Além do mais,  não devemos nos arrepender de nada que fazemos. Temos que ter a maturidade de afirmarmos para nós próprios que, por mais que tenhamos cometido erros, o que fizemos foi porque achamos que foi o melhor em determinado momento, porém, hoje, vemos que não é  a melhor alternativa. No entanto, se não tivéssemos feito o que fizemos, jamais saberíamos se seria bom ou ruim para nós. Isso é crescer com os nossos erros e não devemos nos culpar por termos errado.

Nós nos torturamos demais!

E daí, a gente se machuca à toa. Não é a vida que nos prega peças, a gente é que não sabe viver!

A vida é feita de escolhas sim! Você pode escolher a lamentação ou aceitar seu momento. Você pode escolher se zangar por tudo ou sorrir para tudo o que acontece.

Você pode ser o que você quiser, quando quiser e com quem quiser. É apenas uma questão de livre-arbítrio e de escolha. Mas, para ser feliz, é preciso colocar os pés no chão do momento presente, se esquecer do passado sem se lamentar o que ficou pra trás e sem esperar demais pelo que ainda nem começou em sua vida.

Esse texto ilustra bem tudo o que estou dizendo:

“Apaixone-se definitivamente pelo SEU sonho
(o sonho de ninguém deve ser mais apaixonante que o seu).

Apaixone-se por sua família (mesmo que ela não seja do jeito que você planejou, ainda assim, ela é a sua família).

Apaixone-se pelo SEU talento (mesmo que seu lado crítico insista para você escolher realizar outras coisas, mais “convenientes”).

Apaixone-se mais pela viagem do que pela chegada a seu destino
(a primeira é garantida.).

Apaixone-se pelo SEU corpo (mesmo que ele esteja fora de forma, pois de “qualquer forma” ele é a única casa que você realmente possui).

Apaixone-se pelas suas memórias mais deliciosas (ninguém pode tirá-las de dentro de você e elas são excelentes fontes de inspiração em momentos de dor).

Apaixone-se por aquelas besteiras saudáveis que passam por sua mente entre um e outro momento de estresse (elas ajudam a sobreviver!).

Apaixone-se pelas pessoas que estão ao seu lado na caminhada do dia-a-dia
(a pessoa certa é aquela que está definitivamente do seu lado).

Apaixone-se pelo sol
(ele é fiel, gratuito, absolutamente disponível e dá prazer).

Apaixone-se por alguém
(não espere alguém se apaixonar antes por você, só por garantia e segurança).

Apaixone-se pelo SEU projeto de vida
(acredite, a vida é só sua!).

Apaixone-se pela dança da vida, que está sempre em movimento dentro da gente, mas que, por defesas nós teimamos em aprisionar.

Apaixone-se mais pelo significado das coisas que você conquistar do que pelo seu valor material.

Apaixone-se por SUAS idéias
(mesmo que tenham dito que elas não serviam pra nada).

Apaixone-se por SEUS pontos fortes
(mesmo que os pontos fracos insistam em ficar em alto relevo no seu cérebro).

Apaixone-se pela idéia de ser verdadeiramente feliz
(felicidade encontra-se de sobra nas prateleiras de seus recursos interiores).

Apaixone-se pela música que você pode ser para alguém…

Apaixone-se por SER HUMANO!

Apaixone-se definitivamente por VOCÊ!

APAIXONE-SE RÁPIDO! O PODER DE DECISÃO SÓ PERTENCE A VOCÊ!”

(desconheço o autor)

Não desperdice seu tempo pensando nos “SEs” da vida: se eu tivesse feito desse jeito, se eu tivesse aceitado aquilo ou se não tivesse dado chance. Pare com isso!

O que passou não volta mais. Aceite sua vida como está e procure fazer diferente daqui pra frente, de agora em diante, e procure ser sempre melhor do que você já é. Acredite no seu potencial e pense que sempre haverá uma chance de fazer tudo diferente. É só você acreditar.

Acredite em seu poder de conquista, seu poder de sucesso; acredite que sua alegria contagia, que seu amor é uma poderosa arma de atração. Acredite que você pode tudo o que você quiser e assim será…mas, você deve ter convicção em si mesmo…sempre!

A felicidade que mora dentro de nós é conquistada em cada degrau que subimos e exige paciência e muita criatividade quando se trata de lidar com as contrariedades e desafios de nossa vida. Essa é a graça de se viver!

“Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente….” (autor desconhecido)


Contatos:
(12) 9749-3912 / (12) 9104-6202 / (12) 8822-6263 / (12) 8195-2908

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s