Votos para 2012


Quando se está nos últimos dias de um ano, as pessoas costumam já olhar para o ano que se inicia sempre desejando algo melhor para elas próprias. Se incluírem alguém em seus desejos, é porque de alguma forma essas pessoas também estão inseridas em suas vidas, seja por também lhes fazer bem ou porque realmente gostam delas.

A verdade é que independente se é um novo ano ou se é qualquer coisa nova, é algo que nos enche de prazer, afinal, como sempre foi, tudo o que é novo, nos fascina. Assim sempre foi e assim sempre será. A novidade atrai.

Em 2011, resolvi fazer algo diferente de tudo o que havia feito, mas que é tão comum pelo menos às mulheres (curiosas): procurei uma cartomante. Por desconhecer um pouco desse estudo, resolvi procurar por alguém de confiança e que também é médium. A maioria de tudo o que ela falou aconteceu em minha vida. Digo a maioria porque foram coisas não-óbvias que se tornaram reais, e as óbvias não aconteceram e acredito que nem tenham chance de acontecer porque estamos a alguns dias de 2012.

Independente do que ela tenha me falado, não deixei de viver, e a medida que as coisas iam acontecendo na minha vida, ia percebendo que alguém já havia me dito que aquilo aconteceria. Foi uma espécie de deja vu. Mas, o importante foi que eu vivi tudo, aproveitei, renasci em 2011 de um ano não muito bom que foi 2010; e minha intenção é me renovar também em 2012.

Pode ser que eu não tenha realizado tudo o que gostaria em 2011 e que muita coisa que poderia estar “escrito nas estrelas”, não tenha conseguido encontrar o caminho certo para chegar até mim, mas não ligo para isso, afinal, nada acontece por acaso e, apesar de todos nós possuirmos livre-arbítrio, se o que quer que seja faça parte de nosso destino, cedo ou tarde, os caminhos tornarão a se cruzar. É a lei da vida!

Sem mais pelo que já passou. Agora é hora de olhar pra frente, e pra 2012 eu só quero paz, amor e muito sucesso.

Quero tudo aquilo que todos desejam nessa época do ano e um pouco mais.

Quero realizar um projeto novo e ser capaz de fazer isso, principalmente. Algo até fora da minha área de atuação, ligado a um hobby, porque não?

Não preciso fazer tanto sucesso, quero apenas poder sentir a sensação de ser reconhecida por fazer o que eu realmente gosto.

Viver rodeada de amigos, ser cada dia mais livre para fazer o que quero e amar sendo correspondida. Sentir o vento sobre meu rosto, o cheiro da chuva na grama, ver o sol se por e o arco-íris se formar no céu. Assistir a vários espetáculos de céu estrelado, estar somente com quem eu queira estar, me sentir sempre desejada e saber cada vez mais me desapegar.

 Dançar, dançar e dançar.

Reencontrar antigos sonhos, despertar para novos mundos, conhecer novos continentes, desvendar novos mistérios e aprender com novas culturas. Adentrar em inúmeros universos, aproveitar cada segundo e ressurgir em novos sonhos.

Quero ser sempre mais eu, ajudar quem precisar e amar, sempre amar todos ao meu redor.

Cultivar: amigos, amores, sonhos, desejos, ambições, segredos.

Nunca esquecer: de guardar meus segredos só pra mim ou dividi-los com quem eu realmente quero dividir e sei que merece saber; dar pelo menos um sorriso por dia; descobrir uma coisa nova por dia, novos caminhos também; aprender sempre um passo a mais de dança se possível, além de respirar a dança a enxergando em tudo sempre que possível; enxergar no brilho de cada olhar uma história diferente para compartilhar e aprender. Viver, viver e viver, porque a vida é muito curta para se desperdiçar.

E se 2012 não for o fim do mundo como muitos dizem por aí (o que eu acredito que não seja), quero fazer muita bagunça pra levar até o próximo ano…só pra voltar a ser criança de novo, mesmo grande.

Tudo isso porque não devemos nunca perder a alegria de viver. O importante é ser feliz sempre!

Quando pequena, conversava com a Lua e me sentia exatamente como nessa música. Sempre quando um novo relacionamento começa, pensamos (ou desejamos) que dure para sempre. Com o tempo, caímos na real e percebemos que contos de fadas não existem e a duração de pequenas “estórias” de amor vividas ao longo de uma vida só depende de nós mesmos. Hoje, me sinto exatamente assim: “…talking to the moon…” esperando que alguém lá do outro lado também me escute… será em 2012?

 Contatos:
(12) 9749-3912 / (11) 7343-3177

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s