A verdade sobre o Fim do Mundo


fimdomundoEm meio a tantos eventos para aproveitar o último dia de vida da humanidade, e muitas cogitações sobre o fim do mundo, decidi escrever, seguindo minhas crenças. Acredite quem quiser, e/ou absorva as informações que melhor lhes convenha.

Falando sobre o tema, ao pé da letra, tenho um trecho copiado da página do Facebook “Mensageiros da Luz” para reproduzir. Segue:

“…Eis o trecho de uma notícia escrita por Délcio C. Carvalho, em 2007, no site oficial do médium e conferencista espírita Divaldo Pereira Franco, onde opina sobre um dos aspectos espirituais envolvendo 2012:

21/12/12 FINAL DO MUNDO NO CALENDÁRIO MAIA

“(…) Um tema novo, que vem despertando a atenção de educadores: Crianças índigo. Divaldo relata que milhões de Espíritos provenientes de Alcíone, uma estrela de terceira grandeza, pertencente à constelação das Plêiades, já estão reencarnando na Terra, a qual chega no momento de proceder sua mudança na escala dos mundos, passando à categoria de Mundo de Regeneração, quando o Sistema Solar, a partir da década 1970/1980 passou a atravessar o grande cinturão de fótons de Alcíone, fato também comprovado pela Ciência. Esses Espíritos têm formado uma nova sociedade, que tem preocupado psicólogos, pedagogos, psiquiatras e sociólogos, caracterizando-se como crianças rebeldes, portadoras de distúrbios de atenção e hiperatividade e que estão chegando à Terra com uma finalidade especial, a de criar outro biótipo humano, desenvolver na área do neocórtex funções de natureza transcendental, porque o ser humano do futuro será portador de seis sentidos, acrescentando a sensação parafísica, preparando a terra para a Nova Era, conforme Allan Kardec já houvera previsto no livro A Gênese, em seu último capítulo. Reproduzindo-lhe: “A partir de 2012, quando a Terra e o Sistema Solar mergulharem totalmente no cinturão de fótons de Alcíone, o mundo receberá a grande legião dos Espíritos formadores da Nova Era, prevista por Kardec, anunciada por João, proposta por Jesus, e constante dos textos antigos da Bíblia. (…)””.

Segundo a ciência, nenhum planeta errante ou alinhamento cósmico vai acabar com a Terra no dia 21 de dezembro. Mesmo assim, a humanidade vive em permanente risco. Leia mais, clicando aqui.

E, afinal, quantos fins de mundo já não tivemos desde que resolveram interpretar o Apocalipse? Quantos “falsos profetas” vieram para nos “alertar” da morte coletiva? E quantos não aderiram (e continuam aderindo) à ideia como pretexto para “aproveitar mais a vida”?

Agora, fazendo uma analogia ao fim dos tempos, chego à seguinte conclusão:
O fim do mundo é você viver momentos de inferno com a sociedade porque acredita que suas ideias são as melhores,  e que ninguém pode ter razão de nada, e que a sua verdade é única.
O fim do mundo é você não saber enxergar o próximo como a si próprio, pisar nas pessoas com crueldade, não sentir empatia por ninguém e, com isso, contar vantagem de suas vitórias injustas, quando se usa da frase “pisar no outro” para conseguir o que se quer, ou seguindo a Lei de Gerson, que se traduz com outra conhecida frase: “os fins justificam os meios“.
Quando as pessoas não se preocupam com os outros, ignoram as inúmeras desigualdades existentes e se contentam em fazer tão pouco por alguém que sofre, elas já estão inseridas no fim dos tempos sem perceberem. Acham normal mentir, e cometer injustiças para vencerem sempre sem méritos, os quais não fazem a mínima diferença sob a visão deturpada que criaram para si próprios, em meio à vida em que foram formados, muitas vezes sem bons exemplos.
Quando alguém não percebe uma maldade e a comete por prazer, porque se sente satisfeito pelo simples fato de achar que venceu por tê-la feito, já está colaborando para o fim do mundo, mesmo que este seja considerado como um psicopata.
Quando se fala em fim da vida na Terra, se fala em fim da verdade, da caridade, da humanidade. Talvez, a precariedade do ser humano seja tão imensa, que até tenha interpretado a Bíblia erroneamente. Talvez o que foi escrito numa época tão distante tenha sido uma premonição sim, mas, uma premonição da iniquidade presente na perversidade do Homem em sua mais íntima alma; que vai desde o ato de matar 20 crianças em uma escola em Connecticut nos Estados Unidos, até corromper uma criança dentro de sua própria família.
E digo mais, o mundo só vai melhorar quando as pessoas passarem a se amar mais, se enxergando umas nas outras independente dos interesses envolvidos, independente de qualquer erro passado que tenha as afastado dentro do processo constante de evolução pelo qual passamos.
Que as pessoas possam se abrir mais para o amor, e descobrirem dentro de si mesmas, a capacidade de promover a Vida, enriquecendo a Verdade, sem desejar o mal para ninguém e, muito menos se dizendo apaixonados pela mentira de se contar vantagem para vencer.
O amor não se compra, conquista. E um amor de mentira é desmascarado com as verdades ocultas nas linhas do tempo, que se encarrega de apresentá-las com serenidade.
Contato:
(11) 97343-3177
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s