7 minutos Há algum tempo venho pensando sobre essa palavra que assusta muitos corações masculinos, e encanta a alma feminina: o amor. Essa palavra doce e profunda, capaz de modificar a razão com sutilezas emocionais, quando vivida de forma sadia. Infelizmente, poucas são as pessoas que conseguem entender a dimensão desse sentimento, que não acontece de uma hora para outra, mas é construído na calma e certeza da reciprocidade e individualidade, que é também respeitada. Esse amor, que leva o título de “romântico” em Continue lendo